Notas

RIP Chaves

Chaves e alguns tipos de revisores de texto. Via Revisão Para Quê. (clica que fica maior)

RIP Chaves

Chaves e alguns tipos de revisores de texto. Via Revisão Para Quê. (clica que fica maior)

AjudaLuciano

Só rolou um excesso de emoção ali que fez sobrar uma vírgula depois do “mas”. De resto, é isso! Teve gente que tentou desqualificar a correção da moça, dizendo que em vez de “desculpa” deveria ser “desculpe-me”, mas quem fala

AjudaLuciano

Só rolou um excesso de emoção ali que fez sobrar uma vírgula depois do “mas”. De resto, é isso! Teve gente que tentou desqualificar a correção da moça, dizendo que em vez de “desculpa” deveria ser “desculpe-me”, mas quem fala

Dia do revisor e do diagramador

Hoje é o Dia do Revisor e do Diagramador. Parabéns para nós, que insistimos em um mercado cujas condições de trabalho não andam nada boas, mas que seguimos amando e acreditando na difusão do saber! Só pro post não ficar

Dia do revisor e do diagramador

Hoje é o Dia do Revisor e do Diagramador. Parabéns para nós, que insistimos em um mercado cujas condições de trabalho não andam nada boas, mas que seguimos amando e acreditando na difusão do saber! Só pro post não ficar

As Minas

Estava eu aqui, procurando matérias sobre o famoso trânsito carnavalesco na Rodovia dos Imigrantes, na tentativa de convencer uma amiga a adiar por uns dias sua ida ao litoral, e eis que me deparo com o texto da imagem acima.

As Minas

Estava eu aqui, procurando matérias sobre o famoso trânsito carnavalesco na Rodovia dos Imigrantes, na tentativa de convencer uma amiga a adiar por uns dias sua ida ao litoral, e eis que me deparo com o texto da imagem acima.

Guimarães Rosa

Só pra ir tirando a poeira deste espacinho querido, uma foto diretamente do Museu Casa Guimarães Rosa, em Cordisburgo (MG), onde estive em janeiro. Trechinho de um conto de Sagarana. É muito amor, gente!  

Guimarães Rosa

Só pra ir tirando a poeira deste espacinho querido, uma foto diretamente do Museu Casa Guimarães Rosa, em Cordisburgo (MG), onde estive em janeiro. Trechinho de um conto de Sagarana. É muito amor, gente!  

Geladíssima, porém geladaça

Quando viajo, adoro prestar atenção no jeito local de falar. Voltei de uma pequena temporada em Minas Gerais há alguns dias e até hoje estou falando “NÓ!” (em vez de “NOSSA!”). Não é muito mais legal e enfático? Nó! Também

Geladíssima, porém geladaça

Quando viajo, adoro prestar atenção no jeito local de falar. Voltei de uma pequena temporada em Minas Gerais há alguns dias e até hoje estou falando “NÓ!” (em vez de “NOSSA!”). Não é muito mais legal e enfático? Nó! Também

Sheila e o “para mim fazer”

Viram a polêmica sobre a Sheila, uma médica que disse que “no Brasil, com certeza, seria muito difícil para mim fazer um curso de medicina”? O Professor Pasquale, figurinha carimbada do mundo das letras, escreveu um comentário interessante sobre esse

Sheila e o “para mim fazer”

Viram a polêmica sobre a Sheila, uma médica que disse que “no Brasil, com certeza, seria muito difícil para mim fazer um curso de medicina”? O Professor Pasquale, figurinha carimbada do mundo das letras, escreveu um comentário interessante sobre esse

Que utênsilios usar pra comer melância?

Esse tipo de confusão é supercomum. Quem nunca viu um caminhão de “melância” por aí? Ela já foi até alternativa de questão da Fuvest, veja você. O que acontece com as palavras mais longas é que, além de haver a

Que utênsilios usar pra comer melância?

Esse tipo de confusão é supercomum. Quem nunca viu um caminhão de “melância” por aí? Ela já foi até alternativa de questão da Fuvest, veja você. O que acontece com as palavras mais longas é que, além de haver a

Cuidado ao lavar

A gente passa frio, vai desenterrar umas blusas e… até tu, etiqueta? Essa é fácil: não há crase antes de palavras masculinas.

Cuidado ao lavar

A gente passa frio, vai desenterrar umas blusas e… até tu, etiqueta? Essa é fácil: não há crase antes de palavras masculinas.